Obras
Slideshow
Thiago Martins de Melo, New Shamans/Novos Xamãs: Brazilian Artists, Rubell Family Collection, Miami, 2016
1 de 49
Thumbnails
Videos
Thiago Martins de Melo, <em>barbara balaclava</em>, 2016, stop motion animation, 17’38”
Sobre

No misto de cosmogonia e cosmologia que surge da pintura de Thiago Martins de Melo, gestos fortes, cores vibrantes e cenas intensas nos investem num inescapável e violento senso de urgência e transformação. Por meio de complexas tramas, marcadas por muitas camadas simbólicas, temas como a imagem do corpo, sexualidade, tumultos sociais e convulsões políticas são ventilados numa velocidade vertiginosa, formando um turbilhão de múltiplas anacronias, que colocam juntas cenas autobiográficas de sua vida doméstica com acontecimentos públicos da história do Brasil — tanto aqueles marcados no imaginário social do país quanto aqueles negligenciados programaticamente.  

Em suas telas de grandes formatos — que não raro se desenvolvem para além do plano bidimensional em instalações com vídeos e esculturas —, testemunhamos povos diversos e entidades espirituais em campos de batalha, reivindicando suas histórias ao encarar guerras, algozes e ícones mobilizados pelas estruturas do biopoder da sociedade ocidental. Nesse sentido, o artista buscar evidenciar fraturas nos tempos e nos regimes de verdade que encerram, abrindo espaço para que manifestações violentadas cotidianamente por genocídios e epistemicídios venham à tona em um lampejo onírico e idealizado, capaz de soprar a força universal e sempre contínua de resistências, insurgências, revoltas e revoluções.  

Thiago Martins de Melo (1981, São Luis do Maranhão) vive e trabalha em São Luis do Maranhão.
O artista participou de diversas exposições institucionais, tais como: such as Queermuseu - Cartografias da diferença na América Latina, Santander Cultural, Porto Alegre (2017); 6° Prêmio Marcantonio Vilaça, MuBE – Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia, São Paulo (2017); Soft Power. Arte Brasil, Kunsthal Kade, Amersfoort (2016); Dakar Biennale, Dakar, (2016); Histórias da Infância, MASP, Museu de Arte de São Paulo, São Paulo (2016); Entre-temps... Brusquement, et ensuite, 12e Biennale de Lyon, Lyon (2013); Imagine Brazil, Astrup Fearnley Museet, Oslo (2013); Convite à Viagem – Rumos Artes Visuais, Paço Imperial, Rio de Janeiro (2012); To be with art is all we ask, Astrup Fearnley Museet, Oslo (2012); Dos Percursos e das Poesias, Museu de Arte Contemporânea do Ceará, Fortaleza (2012).

CV

Educação
Mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento, UFPA, Belém, Brasil
Formado em Psicologia, UNICEUMA, São Luis, Brasil
 
Exposições individuais
2016

BÁRBARO BARROCO, Gamma Galeria, Guadalajara, México
bárbara balaclava,
Fundação Joaquim Nabuco, Recife, Brasil
bárbara balaclava, Mendes Wood DM, São Paulo, Brasil
2013
Teatro Nagô-cartesiano e o Corte Azimutal do Mundo, Mendes Wood DM, São Paulo, Brasil
2011
Thiago Martins de Melo, Mendes Wood DM, São Paulo, Brasil
2010
III Mostra do Programa de Exposições Centro Cultural São Paulo 2010, Centro Cultural São Paulo, São Paulo, Brasil
2009
Sad Goat, Projeto Trajetórias 2009, Fundação Joaquim Nabuco, Recife, Brasil
 
Exposições coletivas
2018

Simultâneos, MAC-CE, Fortaleza, Brasil
Verzuimd Braziel - Brasil Desamparado, Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas, MAC-GO, Goiânia, Brasil
2017
Travessia 5: Emergência, GALPÃO BELA MARÉ, Rio de Janeiro, Brasil
A LUZ QUE VELA O CORPO É A MESMA QUE REVELA A TELA, CAIXA Cultural Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
6° Prêmio Marcantonio Vilaça, MuBE – Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia, São Paulo, Brasil
Queermuseu - Cartografias da diferença na América Latina, Santander Cultural, Porto Alegre, Brasil
Festival Internacional de Cinema Experimental, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, Brasil
2016
Contemporary Brazilian Arts from the Rubell Family Collection, Rubell Family Collection, Miami, USA
Orixás, Casa França – Brasil, Rio de Janeiro, Brasil 
Adornos do Brasil Indígena: resistências contemporâneas, Sesc-Pinheiros, São Paulo, Brasil 
Os muitos e o um: arte contemporânea brasileira, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil 
A Cor do Brasil, MAR – Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, Brasil 
Soft Power. Arte Brasil, Kunsthal Kade, Amersfoort, Holanda
Dakar Biennale, Dakar, Senegal 
Histórias da Infância, MASP, Museu de Arte de São Paulo, São Paulo, Brasil
2015
The World is Made of Stories, Astrup Fearnley Museet, Oslo, Noruega
Imagine Brazil, DHC/Art Foundation For Contemporary Art, Montreal, Canadá
10º Bienal do Mercosul - Mensagem de Uma Nova América, Porto Alegre, Brasil
1ª Bienal Internacional de Assunção - Grito de Libertad, Assunção, Paraguai
O Ponto de Ebulição, PSM-Gallery, Berlim, Alemanha
5ª Prêmio Marcantonio Vilaça, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, Brasil
Imagine Brazil, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil 
Como (...) coisas que não existem, 31 Bienal de São Paulo - Itinerância SESC Campinas, São Paulo, Brasil
The Poetry In Between: South-South, Goodman Gallery, Cidade do Cabo, África do Sul
Here There (Huna Hunak), QM Gallery Al Riwaq, Doha, Qatar
2014
Como (…) coisas que não existem, 31 Bienal de São Paulo, São Paulo, Brasil
Cães Sem Plumas, Museu de Arte Moderno Aloisio Magalhães, Recife, Brasil
Histórias Mestiças, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil
Pororoca, MAR - Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, Brasil
Prêmio Pipa 2014, - MAM Rio de Janeiro, Brasil
Singularidades/Anotações – Rumos Artes Visuais 1998-2013, Itaú Cultural, São Paulo, Brasil
3a Bienal da Bahia - É tudo Nordeste?,Salvador, Bahia, Brasil
Imagine Brazil, Musée D'art Contemporain de Lyon, Lyon, França
2013
Imagine Brazil, Astrup Fearnley Museet, Oslo, Noruega
Chambres à Part, Edition VIII, La Réserve Paris, Paris, França
Entre-temps... Brusquement, et ensuite, 12e Biennale de Lyon, Lyon, França
Convite à Viagem – Rumos Artes Visuais, Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil
Poema aos homens do nosso tempo - Hilda Hilst em diálogo, Ateliê Aberto, Campinas, São Paulo, Brasil
Cães Sem Plumas, Galeria Nara Roesler, São Paulo, Brasil
2012
To be with art is all we ask, Astrup Fearnley Museet, Oslo, Noruega
Alphabet of the Magi, Mendes Wood DM @ Edificio Copan de Oscar Niemeyer, São Paulo, Brasil
Dos Percursos e das Poesias, Museu de Arte Contemporânea do Ceará, Fortaleza, Brasil
Projeto Metrô de Superfície: mostra I, Paço das Artes, São Paulo, Brasil
Amazônia: ciclos de modernidade, Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil
Espelho Refletido: o surrealismo e a arte contemporânea brasileira, Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro, Brasil
Zona Tórrida: certa pintura do nordeste, Santander Cultural Recife, Recife, Brasil
Novas Aquisições 2010–2012, Coleção Gilberto Chateaubriand MAM, MAM RJ, Rio de Janeiro, Brasil
Convite à Viagem, Rumos Artes Visuais, Itaú Cultural, São Paulo, Brasil
2011
Caos e Efeito, Itaú Cultural, São Paulo, Brasil
Os Primeiros 10 Anos, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil
2010
Amazônia, a arte, Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil
Amazônia, a arte, Museu Vale, Vila Velha, Brasil
2009
Arte Pará 2009, Fundação Rômulo Maiorana, Belem, Brasil
Trajetórias 2009, Fundação Joaquim Nabuco, Recife, Brasil
2008
Arte Pará 2008, Fundação Rômulo Maiorana, Belém, Brasil
2005
Redemergências, Projéteis de Arte Contemporânea e Rede Nacional de Artes Visuais, Palácio Gustavo Capanema, Funarte, Rio de Janeiro, Brasil
2004
Projeto Prima Obra 2003–2004, Galeria Fayga Ostrower, Funarte, Brasília, Brasil
2002
III Salão de Arte Cidade de Porto Alegre, 2º andar da Usina do Gasômetro, Porto Alegre, Brasil
2001
Brasil+500 Maranhão – Mostra do Redescobrimento, Módulo: Carta de Pero Vaz de Caminha – artistas maranhenses, Convento das Mercês, Sao Luis, Brasil
2000
Projeto Prima Obra 2000, Galeria Funarte, Brasília, Brasil
IX Salão Paulista de Arte Contemporânea, Salão Concourse, Estação Júlio Prestes, São Paulo, Brasil
 
Prêmios
2011

Prêmio Funarte de Arte Contemporânea, 2011/NE, Brasil
2009
Prêmio-aquisição, Arte Pará 2009, Fundação Rômulo Maiorana, Belém, Brasil
2008
Grande Prêmio, Arte Pará 2008, Fundação Rômulo Maiorana, Belém, Brasil
 
Coleções
Rubell Family Collection, Contemporary Arts Foundation 
MASP – Museu de Arte de São Paulo
MAR -Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro
Thyssen-Bornemisza Art Contemporary
Museu de Arte Contemporânea do Ceará
Astrup Fearnley Museum of Modern Art
Coleção Gilberto Chateaubriand, MAM
ICA – Miami, institute of Contemporary Art, Miami

Exposições
Thiago Martins de Melo barbara balaclava
Thiago Martins de Melo Teatro Nagô-cartesiano e o Corte Azimutal do Mundo
Alphabet of The Magi
Thiago Martins de Melo Thiago Martins de Melo
Menu