Exhibition views
1 de 16
Works
Slideshow
Lawrence Weiner, <em>ALGUNS OBJETOS DE DESEJO</em>, 2013, linguagem e materiais a que se refere, dimensões variáveis - Mendes Wood DM
Bruce Nauman, <em>Wall floor positions,</em> 1968, video, 105’9’’ - Mendes Wood DM
Jac Leirner, <em>Guts</em>, 2013, metal, 50 × 12 × 3 cm - Mendes Wood DM
David Bestué, <em>sem título,</em> 2016, minério de cobre soldado à moeda de cobre, 6,5 × 4 × 2,5 cm - Mendes Wood DM
Ignasi Aballí, <em>Big correction</em>, 2016, corretivo sobre parede pintada de preto, 100 × 100 cm - Mendes Wood DM
Josh Tonsfeldt, <em>sem título</em>, 2016, aparelho de TV LCD, HD video, gesso, resina époxi, saco plástico, água, alface d’água, 38 × 97 × 58 cm - Mendes Wood DM
Josh Tonsfeldt, <em>sem título,</em> 2016, aparelho de TV LCD, HD video, gesso, resina époxi, saco plástico, água, alface d’água, 38 × 97 × 58 cm - Mendes Wood DM
Daniel Steegmann Mangrané, <em>Ramita Partida</em>, 2015, galho de jaqueira partida, 55 × 45 × 35 cm - Mendes Wood DM
Daniel Steegmann Mangrané, <em>Ramita Partida</em>, 2015, galho de jaqueira partida, 55 × 45 × 35 cm - Mendes Wood DM
Jason Dodge, <em>Two lights (daylight bulbs)</em>, 2016, lâmpada, 10 × 33 × 11 cm  - Mendes Wood DM
Pablo Pijnappel, <em>From Admiration to Shyness</em>, 2016, video - Mendes Wood DM
Willys De Castro, <em>Objeto Ativo,</em> 1959, óleo sobre madeira, 92 × 2,3 × 6,9 cm - Mendes Wood DM
Paulo Monteiro, <em>sem título</em>, 1986, ferro, 17 × 77 × 56 cm - Mendes Wood DM
Paulo Monteiro, <em>ferro</em>, 1986, ferro, 66 × 77 × 56 cm - Mendes Wood DM
Pablo Alonso, <em>sem título</em>, 2016, estanho sobre cobre sobre madeira, 200 × 80 cm - Mendes Wood DM
Luis Bisbe, <em>black&deckerVsblack&decker</em>, 2016, técnica mista, 58,5 × 120 × 97 cm - Mendes Wood DM
Luis Bisbe, <em>reflejismo</em>, 2016, técnica mista, 214 × 240 × 141,5 cm - Mendes Wood DM
Dora Garcia, <em>La habitación cerrada</em>, 2012, porta, muro e letras de vinil. Tipografias: Times em negrito, título em itálico; cor: cinza mate escuro, dimensões variáveis - Mendes Wood DM
Dominique Gonzalez-Foerster, <em>sem título</em>, 1985, vaso com flor e rádio relógio, 52 × 23 × 21 cm - Mendes Wood DM
Luis Bisbe, <em>Revolution</em>, 2016, espelho, 60 × 60 × 8,5 cm - Mendes Wood DM
Wilfredo Prieto, <em>La noticia que no vende (News that Does Not Sell)</em>, 2016, flor e corda, 403 × 8 cm  - Mendes Wood DM
Pamela Rosenkranz, <em>not yet titled,</em> 2016, garrafa PET, silicone, pigmentos, 23,5 × 6,5 cm ø - Mendes Wood DM
Paulo Monteiro, <em>Arte desempregada</em>, 2016, bronze, 19 × 54 × 28 cm - Mendes Wood DM
Pablo Alonso, <em>A place on a wall, </em>2016, folha de plástico sobre tinta de parede, 50 × 50 cm (tamanho mínimo) | 500 × 500 cm (tamanho máximo) - Mendes Wood DM
1 de 26
Thumbnails
Lawrence Weiner, <em>ALGUNS OBJETOS DE DESEJO</em>, 2013, linguagem e materiais a que se refere, dimensões variáveis - Mendes Wood DM
Bruce Nauman, <em>Wall floor positions,</em> 1968, video, 105’9’’ - Mendes Wood DM
Jac Leirner, <em>Guts</em>, 2013, metal, 50 × 12 × 3 cm - Mendes Wood DM
David Bestué, <em>sem título,</em> 2016, minério de cobre soldado à moeda de cobre, 6,5 × 4 × 2,5 cm - Mendes Wood DM
Ignasi Aballí, <em>Big correction</em>, 2016, corretivo sobre parede pintada de preto, 100 × 100 cm - Mendes Wood DM
Josh Tonsfeldt, <em>sem título</em>, 2016, aparelho de TV LCD, HD video, gesso, resina époxi, saco plástico, água, alface d’água, 38 × 97 × 58 cm - Mendes Wood DM
Josh Tonsfeldt, <em>sem título,</em> 2016, aparelho de TV LCD, HD video, gesso, resina époxi, saco plástico, água, alface d’água, 38 × 97 × 58 cm - Mendes Wood DM
Daniel Steegmann Mangrané, <em>Ramita Partida</em>, 2015, galho de jaqueira partida, 55 × 45 × 35 cm - Mendes Wood DM
Daniel Steegmann Mangrané, <em>Ramita Partida</em>, 2015, galho de jaqueira partida, 55 × 45 × 35 cm - Mendes Wood DM
Jason Dodge, <em>Two lights (daylight bulbs)</em>, 2016, lâmpada, 10 × 33 × 11 cm  - Mendes Wood DM
Pablo Pijnappel, <em>From Admiration to Shyness</em>, 2016, video - Mendes Wood DM
Willys De Castro, <em>Objeto Ativo,</em> 1959, óleo sobre madeira, 92 × 2,3 × 6,9 cm - Mendes Wood DM
Paulo Monteiro, <em>sem título</em>, 1986, ferro, 17 × 77 × 56 cm - Mendes Wood DM
Paulo Monteiro, <em>ferro</em>, 1986, ferro, 66 × 77 × 56 cm - Mendes Wood DM
Pablo Alonso, <em>sem título</em>, 2016, estanho sobre cobre sobre madeira, 200 × 80 cm - Mendes Wood DM
Luis Bisbe, <em>black&deckerVsblack&decker</em>, 2016, técnica mista, 58,5 × 120 × 97 cm - Mendes Wood DM
Luis Bisbe, <em>reflejismo</em>, 2016, técnica mista, 214 × 240 × 141,5 cm - Mendes Wood DM
Dora Garcia, <em>La habitación cerrada</em>, 2012, porta, muro e letras de vinil. Tipografias: Times em negrito, título em itálico; cor: cinza mate escuro, dimensões variáveis - Mendes Wood DM
Dominique Gonzalez-Foerster, <em>sem título</em>, 1985, vaso com flor e rádio relógio, 52 × 23 × 21 cm - Mendes Wood DM
Luis Bisbe, <em>Revolution</em>, 2016, espelho, 60 × 60 × 8,5 cm - Mendes Wood DM
Wilfredo Prieto, <em>La noticia que no vende (News that Does Not Sell)</em>, 2016, flor e corda, 403 × 8 cm  - Mendes Wood DM
Pamela Rosenkranz, <em>not yet titled,</em> 2016, garrafa PET, silicone, pigmentos, 23,5 × 6,5 cm ø - Mendes Wood DM
Paulo Monteiro, <em>Arte desempregada</em>, 2016, bronze, 19 × 54 × 28 cm - Mendes Wood DM
Pablo Alonso, <em>A place on a wall, </em>2016, folha de plástico sobre tinta de parede, 50 × 50 cm (tamanho mínimo) | 500 × 500 cm (tamanho máximo) - Mendes Wood DM
Text

Superfícies Ressonantes

22/11 2016 – 04/02 2017


Aleta Valente, Björn Braun, Bruce Nauman, Daniel Steegmann Mangrané, David Bestué, Deyson Gilbert, Dominique González-Foerster, Dora Garcia, Franz Erhard Walther, Ignasi Aballí, Jac Leirner, Jason Dodge, Josh Tonsfeldt, Lawrence Weiner, Lenora de Barros, Lucas Arruda, Luis Bisbe, Lygia Clark, Manon de Boer, Pablo Alonso, Pablo Pijnappel, Pamela Rosenkranz, Paulo Monteiro, Wagner Malta Tavares, Wilfredo Prieto e Willys de Castro

Mendes Wood DM tem o prazer de apresentar a mostra coletiva com curadoria do artista catalão Daniel Steegmann Mangrané, Superfícies Ressonantes, que investiga as dualidades afetivas da forma na obra de vinte e sete artistas. Fortemente influenciada pela sua experiência no Brasil - o artista vive no Rio de Janeiro há 12 anos - a mostra usa a inventividade das vanguardas brasileiras como lente de leitura de certo cânone internacional, usando-se tanto das conexões formais e conceituais entre trabalhos díspares, como da experiência do corpo no espaço em relação às obras.

Steegmann Mangrané escreve...

Se você pegar um ponto e estendê-lo em qualquer direção, você obtém uma linha, e se você estender esta linha, você consegue uma superfície.

A superfície é um espaço bidimensional, mas se você quiser virá-la e acessar seu outro lado você tem que passar por um espaço tridimensional antes de voltar ao bidimensional. Da mesma forma, para transformar um objeto tridimensional seria preciso atravessar um espaço quadrimensional.

Muitos anos atrás, ainda vivendo em Barcelona, vi uma mostra maravilhosa de Lygia Clark. Naquela época ainda era possível manipular os Bichos, e assim eu fiz. Transformando aquela estranha escultura eu percebi que ela estava simultaneamente me transformando: não havia um mero jogo de dobrar, mas uma relação dinâmica de transformações mútuas.

É comumente entendido que a quarta dimensão necessária para transformar qualquer objeto é o tempo, mas eu não o creio. Eu penso que esta quarta dimensão é o Amor e tudo que a ele se relaciona: Cuidado, Devoção, Ternura, Simpatia, Afeto...

Nosso corpo não é apenas atravessado, mas feito de afetos, afetos que entram em jogo da maneira mais estranha, profundamente emaranhados em nós mesmos.

Menu