Exhibition views
1 de 9
Works
Slideshow
Prem Sahib, <em>Brotherhood</em>, 2017, aço, borracha, 180 × 100 × 10 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Possession I</em>, 2017, aço, vidro, calça de moletom, cueca, 45 × 150 × 50 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Possession II</em>, 2017, aço, vidro, calça de moletom, cueca, 45 × 150 × 50 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Possession III, </em>2017, aço, vidro, calça de moletom, cueca, 45 × 150 × 50 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Helix II</em>, 2017, gesso, aço cromado, 82 × 67 × 15 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Flesh Tunnel,</em> 2017, aço escovado, 17.5 × 19.5 × 19.5 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Heron</em>, 2017, meias, madeira, azulejos, massa corrida, aço escovado, edredon, folhas artificiais, 105 × 510 × 75 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Stone</em>, 2017, bebedouro de aço, resina, 23 × 38,5 × 39 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Parc de Woluwe, Brussels</em>, 2017, impressão digital em azulejo de cerâmica, 25 × 20 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Incubator,</em> 2017, luzes de LED azuis, temporizador, dimensões variáveis - Mendes Wood DM
1 de 10
Thumbnails
Prem Sahib, <em>Brotherhood</em>, 2017, aço, borracha, 180 × 100 × 10 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Possession I</em>, 2017, aço, vidro, calça de moletom, cueca, 45 × 150 × 50 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Possession II</em>, 2017, aço, vidro, calça de moletom, cueca, 45 × 150 × 50 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Possession III, </em>2017, aço, vidro, calça de moletom, cueca, 45 × 150 × 50 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Helix II</em>, 2017, gesso, aço cromado, 82 × 67 × 15 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Flesh Tunnel,</em> 2017, aço escovado, 17.5 × 19.5 × 19.5 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Heron</em>, 2017, meias, madeira, azulejos, massa corrida, aço escovado, edredon, folhas artificiais, 105 × 510 × 75 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Stone</em>, 2017, bebedouro de aço, resina, 23 × 38,5 × 39 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Parc de Woluwe, Brussels</em>, 2017, impressão digital em azulejo de cerâmica, 25 × 20 cm - Mendes Wood DM
Prem Sahib, <em>Incubator,</em> 2017, luzes de LED azuis, temporizador, dimensões variáveis - Mendes Wood DM
Text

07/09 – 07/10 2017


A Mendes Wood DM Brussels tem o prazer de apresentar Heron, primeira exposição individual de Prem Sahib em Bruxelas. O artista ocupa os dois andares da galeria com instalações e esculturas que utilizam diversos materiais – incluindo vidro, resina e azulejos de cerâmica –, muitos deles encontrados no interior e exterior de espaços públicos. 

O título da exposição, Heron, faz referência a um pássaro normalmente encontrado ao redor de lagoas em parques. O solitário animal está presente em diversas mitologias e culturas e é conhecido pela sua paciência ao devorar a presa. Como ponto de partida, Sahib estabeleceu um paralelo entre a personalidade observadora e quieta do animal com a prática de cruising. Ao tentar explorar o sentido de presença desapercebida, o artista propõe intervenções no espaço físico da galeria que instigam o visitante a considerar as arquiteturas do prédio e dos arredores.  

No hall da escadaria principal, Sahib suspende dois anéis que ligam o primeiro e o segundo andar. Feitos de aço e borracha, os dois anéis tocam-se levemente e estabelecem uma relação clara entre eles. Os anéis evocam a imagem de um objeto de prazer, sugerindo a ausência iminente do corpo. 

Essa noção de ausência permeia toda a exposição, continuando na galeria inferior com um grande piercing instalado na parede. A obra Flesh Tunnel revela pouco mais do que o espaço atrás dela e desvia o olhar do visitante de volta para o interior do espaço, evidenciando o interesse de Sahib em tratar a galeria como um corpo adornado. Helix II, um relevo ornamentado, é preso à parede por piercings ampliados. O interesse de Prem Sahib nas joias é um modo de pensar os objetos que valoram o corpo por meio de convenções estéticas.  

O passado residencial da galeria em Bruxelas chamou a atenção de Sahib que cobriu o térreo do prédio com um carpete preto em uma tentativa de emular um ambiente familiar tradicional. Na mesma sala,  itens de roupa foram comprimidos entre placas de vidro na forma de bancos, apresentados como materiais para serem examinados em um microscópio. 

No segundo andar, Sahib instalou Heron, uma grande escultura que foi propositalmente posicionada em frente à igreja que se vê da janela da galeria. Sua forma remete a um corpo ajoelhado e é concebida como um ninho abstrato, apresentando vários objetos como natureza morta. Um edredom, um anel descartado e folhas de salgueiro são posicionados na superfície para contrabalancear o duro acabamento dos azulejos e equilibrar conforto e prazer. 

Prem Sahib (1982, Londres, Reino Unido) vive e trabalha em Londres. Suas exposições mais recentes incluem Balconies, Kunstverein, Hamburgo, 2017; Cruising the House, curadoria de Milovan Farronato, Instituto Inclusartiz, Rio de Janeiro, 2017; Grand Union, Grand Union, Birmingham, 2016; Side On, ICA, Londres, END UP, Southard Reid, Londres, 2015; performance e apresentação do trabalho realizado em Stromboli, como parte de Forget Amnesia, Fiorucci Art Trust, Tongues, Jhaveri Contemporary, Bombaim, 2014; Night Flies, Southard Reid, Londres, Back Chat, Lorcan O’Neill Gallery, Roma, 2013.

Algumas mostras coletivas incluem: Si Sedes Non Is, curadoria de Milovan Farronato, The Breeder, Atenas, ISelf Collection: Self-Portrait as the Billy Goat, Whitechapel Gallery, Londres,  2017; CRUISING, SALTS, Birsfelden; NEON: The Charged Line, Grundy Art Gallery, Blackpool,  Prediction, curadoria de Milovan Farronato, Mendes Wood DM, São Paulo, 2016; Secret Surface, KW Institute for Contemporary Art, Berlim, 2016; Sensorium, Sunaparanta, Goa Centre for the Arts, fig. 2 25/50, em  colaboração com Celia Hempton e Cecilia Bengolea, ICA Studio, Londres, Britain Can Make It, Hayward Gallery, Londres, 2015; Burning Down The House, Gwangju Biennale, LISTENING, Hayward Touring Contemporary Open, 2014.

Menu