Vistas da exposição
1 de 11
Texto

27/09 2017 – 12/11 2017


Mendes Wood DM tem o prazer de apresentar 20xx, segunda exposição individual de Neïl Beloufa na galeria. Abordando dos múltiplos paradoxos que habitam nossa cultura de consumo, o artista apresenta uma série de novos trabalhos que se apropriam de imagens comerciais para examinar os sistemas de representação contemporâneos. Trazendo uma visão dolorosamente irônica e comprometida com o futuro de nossas estruturas sociais, onde a estética e a linguagem estão a serviço de uma realidade que é moldada e explorada em função do interesse das grandes indústrias.  

As propostas demagogicamente ecológicas – que supostamente suprem as necessidades do mundo contemporâneo sem comprometer as futuras gerações – são ultilizadas muitas vezes por empresas multinacionais que afirmam seu compromisso sustentável através de anúncios, mesmo quando sua responsabilidade por um mundo excessivamente poluído é evidente.  Tais políticas públicas entre os irresponsáveis meios de produção e a criação de um discurso suave e consensual, com o objetivo de amenizar os danos, são um dos pontos tensionados pela pesquisa do artista nessa exposição. 

Tomadas são instaladas em instalações de parede feitas à partir de embalagens e rótulos de produtos,  reiterando a reflexão sobre a realidade projetada como a criação de um desejo ou falsa necessidade de algo. Um ambiente distópico é criado no espaço expositivo, o artista atua em cumplicidade com o espectador, ativando os estereótipos que habitam a vida cotidiana. 

Desempenhando por antagonismos entre originalidade e padronização, entre o corpo e seus avatares virtuais, entre violência e marketing, entre dominação e emancipação, Beloufa propõe uma visão do presente por lentes pós-apocalipticas, o excesso de imagens e informações mais uma vez contextualizam a base de sua pesquisa. 

Neïl Beloufa (1985, Argelia) vive e trabalha em Paris. 
As exposições individuais do artista incluem: Neïl Beloufa, The Pejman Foundation, Terã (2017); Neïl Beloufa, Projects 102: Neïl Beloufa, MoMA PS1, Nova York (2016); Counting On People, ICA, Londres (2014); Hammer Museum Los Angeles (2013); Kunstraum Innsbruck, Francois Ghebaly Gallery, Los Angeles (2013); Palais de Tokyo, Paris (2012), Functions of Light, Balice Hertling & Lewis, Nova York; Balice Hertling & Lewis, Nova York (2012). 
Suas obras também foram apresentadas em mostras coletivas institucionais como: La Biennale de Lyon, Lyon (2013), Cleveland Art Museum; 55th Venice Biennale, The Encyclopedic Palace, Veneza (2013); Wiener Secession 11th Baltic triennale, CAC, Vilnus, (2012).  


Menu