Vistas da exposição
1 de 11
Texto

Four Walls

19/11 2011 – 23/12 2011


Mendes Wood tem o prazer de anunciar Four Walls, uma exposição individual que traz novas obras do artista catalão Daniel Steegmann. A exposição apresenta quatro peças que exploram a estrutura semiótica da projeção – sem a narrativa de uma imagem, as projeções oscilam entre desenhos, cinema estrutural abstrato e escultura.

A imagem projetada aqui não mais pretende uma profundidade fictícia sobre a superfície da parede, mas expandir suas propriedades plásticas específicas e significativas, juntando-se a proposições da escultura minimalista de 1970.

Four Walls baseia-se em fontes diversas que vão desde tradições na literatura, poesia, arquitetura, semiótica, entretenimento de mídia de massa popular e teoria crítica.

Inspirado por cineastas estruturalistas, Steegmann criou essas obras para ir contra a corrente das convenções narrativas do cinema e da fotografia, atingindo fins delicados com meios mínimos. O efeito é estranhamente fascinante, profundamente poético, e representativo da reflexão corpórea e sensual sobre a mídia do filme em si e a política da audiência.

O trabalho de Steegmann abrange várias mídias e oscila entre sutis, poéticas e, no entanto cruas experimentações.

Embora principalmente conceitual, o trabalho de Steegmann exibe uma forte preocupação com a existência e as características concretas dos objetos: Steegmann ativa a linguagem abstrata como um princípio gerador de pensamento e emprega a ideia de significado instável e de construções desmaterializadas como uma forma de abordar questões relativas ao “objeto”.

As obras articulam um sentido de espaço e tempo, construindo uma estrutura a medida que a constelação de elementos entra em ação.

A relação do sujeito com a criação de significado como um processo temporal continua até que o objeto se dissolve em uma execução das relações dos elementos separados.


Daniel Steegmann Mangrané nasceu em Barcelona em 1977 e vive no Brasil desde 2004, tanto no Rio de Janeiro como em São Paulo.Steegmann teve recentemente exposições individuais na Halfhouse, Barcelona (2010), Centro Cultural Sergio Porto, Rio de Janeiro (2010), Fundació La Caixa, Barcelona (2008), A Gentil Carioca, Rio de Janeiro (2007), e mostras coletivas no Espai d'Arte Contemporânea de Castelló, (2011), Galeria de la Estrany de la Mota, Barcelona (2011), Galerie im Riegerungsviertel / Forgotten Bar Project, Berlim (2010), Galerie KoraAlberg, Antuerpia (2010), Entes, Barcelona (2009), After-the-Butcher, Berlim (2009); Bienal de Teerã (2008) e Museu de Arte Contemporânea de Santiago do Chile (2008).

O artista recebeu bolsas e prêmios do Museu Musac, Generalitat de Catalunya, Prêmio ABC da Fundació José García Jiménez.

Menu