Vistas da exposição
1 de 7
Texto

Rope Mirror

14/05 2011 – 16/07 2011


A Mendes Wood DM tem grande prazer em apresentar a primeira exposição individual da artista nova-iorquina Jen DeNike no Brasil, intitulado Rope Mirror. A mostra inclui três novas obras – a instalação escultural criada especialmente para o espaço expositivo, uma série de fotografias C-prints, e uma performance escultural ao vivo.

Rope Mirror é inspirado em uma obra pouco conhecida de Gordon Matta-Clark, de 1969, quando ele era um estudante de arquitetura na Cornell University. Gordon contratou um grupo de adolescentes da comunidade para se reunir com ele em um cemitério à noite. Gordon e estes meninos então fizeram uma instalação com cordas que gerou uma rede improvisada de pináculos de lápides, traçando um caminho aleatório com as cordas ao redor das pontes, criando uma rede escultural de cordas, para se comunicarem com os mortos.

Em um cemitério em São Paulo, DeNike vai recriar essa instalação. A obra será transportada e reinstalada como uma escultura pairante e labiríntica em suspenção na Mendes Wood. Embaixo da rede de cordas, uma série de fotografias minimalistas em preto e branco que registram renderizações de luz em espelhos.

 Para finalizar, uma performance coreografada com cinco jovens brasileiros, cinco espelhos, e um equilibrista vai acontecer ao vivo na abertura da mostra, dia 14 de maio. Os movimentos dos performers emergirão como uma espécie de hipnose, intervenção, série de gestos inspirados por rituais de magia que a artista realiza cotidianamente. Os espelhos usados durante a apresentação oscilam entre telas em branco e fragmentos em movimento dos espectadores presentes – unindo a arquitetura do espaço com os gestos das pessoas presentes em uma montagem cinematográfica de divinação e clarividência.

Em 2010, DeNike dirigiu Scrying:A Ballet in 3 Acts [Vidência: um balé em três atos], que teve showcase no Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA NY) e na Julia Stoschek Collection em Düsseldorf, seguido pela Scrying Trilogy, uma série composta por vídeos, performance e obras esculturais. Scrying é um ato de adivinhação através de visões espirituais realizadas pelo olhar prolongado em superfícies opacas, tais como água, cristais ou um espelho. O trabalho Rope Mirror reflete o continuo interesse de DeNike em usar rituais de magia como arte.

Jen DeNike (n. 1971, de Norwalk, Connecticut), recebeu seu MFA na Bard College, em 2002. DeNike expôs extensamente nos Estados Unidos e na Europa, incluindo: Museum of Modern Art, KW Institute of Contemporary Art Berlin, Palais de Tokyo, MOMA/PSI, Julia Stoschek Collection, Tensta Konsthall Sweden, Brooklyn Museum, CCS Hessel Museum, Performa Biennial 2009, Experimenta Biennial Australia 2009, EMPAC NY, CAHM Houston, Deichtorhallen Hamburga, Zendai Museum of Modern Art Shanghi, Kunstlerhaus Stuttgart.

Menu